14/12/2017 | Eleições 2018

E se existisse recall na política?


Por Guilherme Anderson Sturm
CEO and Founder
Tempo de leitura: 3 minutos

A palavra recall, aqui no Brasil, está muito associada à devolução de um lote ou de uma linha inteira de produtos feita pelo próprio fabricante. Ocorre pela descoberta de problemas relativos à segurança de um determinado produto. Ou seja, quando existe recall, um defeito precisa ser corrigido. 

E você sabia que esta palavra também é utilizada na política?

O recall político é um mecanismo de democracia participativa, que possibilita aos eleitores a revogação de mandato eletivo de políticos e o veto a projetos aprovados por parlamentares. É um dispositivo que permite a revogação de um mandato.

Nos Estados Unidos

Conhecido e constitucional em outros países, como Estados Unidos e Suíça, o recall necessita, exclusivamente, da vontade popular.

Diferente do impeachment, a revogação de mandato não requer a abertura de um processo criminal. No recall basta que o eleitorado perca a confiança. Quando isso acontece, um percentual de assinaturas de eleitores insatisfeitos é o suficiente para convocar novas eleições para um cargo específico. O processo é simples, direto e democrático, já que deixa a decisão por conta de quem elegeu aquele parlamentar. É uma forma de “deseleger” um político.

E no Brasil?

Projeto tramita no Senado

Tramita no Senado, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que cria a possibilidade de revogação, por parte dos próprios eleitores, do mandato de presidente da República. De acordo com o texto, o presidente da República poderá ter seu mandato revogado a partir de proposta assinada por, no mínimo, 10% dos eleitores que compareceram à última eleição presidencial. 

A apresentação do pedido de recall será permitida apenas no segundo e no terceiro anos do mandato. Em seguida, o Congresso convocaria um referendo popular para revogar o mandato do presidente. Se a população decidir pela revogação, o cargo será declarado vago, mas não serão necessariamente realizadas novas eleições. 

Confira aqui a PEC

E você, é a favor ou contra o recall? No site e-Cidadania, é possível votar sobre o tema. Acesse aqui

COMPARTILHE:
MATÉRIAS RELACIONADAS
31/10/2017 | Eleições 2018

Eleições 2018: candidatos poderão impulsionar conteúdos na internet (até que enfim!!!)

As #Eleições2018 prometem muita movimentação nas redes! Por quê? Porque com as alterações propostas pela reforma política, aprovadas pelo Congresso Nacional e sancionadas pelo presidente da Rep&u...
03/11/2017 | Eleições 2018

Eleições 2018: entenda como funcionará o novo fundo para financiamento de campanhas

Estimado em R$ 1,7 bilhão, o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente da República, e que já valerá para as Eleições2018, será c...
08/11/2017 | Eleições 2018

Reforma Política: ocupantes de cargos públicos podem doar aos seus partidos?

As #Eleições2018 estão batendo à porta e as mudanças propostas pela #ReformaPolítica mudarão, de forma significativa, o pleito do próximo ano. Um dos pontos que destacamos no blog post de hoje ...
08/11/2017 | Prestação de Contas

Por que os partidos políticos não arrecadam recursos? A resposta vai te surpreender!

Arrecadar recursos: tarefa nada fácil. Dá uma tremenda dor de cabeça, não é mesmo?! E ficam vários questionamentos: por que os filiados não doam? Será que é por que a imagem dos pol&iacut...