01/02/2018 | Eleições 2018

Número de filiados versus métrica de vaidade


Por Guilherme Anderson Sturm
CEO and Founder
Tempo de leitura: 3 minutos

O que o número de filiados representa aos partidos políticos, de fato? O que é mais importante:

a) um número expressivo de filiados, com baixo ou nenhum engajamento;

b) ou um número mais tímido, porém com filiados que vestem a camisa e propagam os ideais do partido?

O que é importante levar em conta neste contexto, é que é preciso deixar de lado essa métrica da vaidade “somos o maior partido...”, para realmente se perguntar: nossos atuais filiados são os mais comprometidos? 

Os filiados, acima de tudo, precisam apoiar a ideologia da sigla. Filiar-se é assinar um compromisso de luta e comprometimento com seu a bandeira do seu partido. É dessa maneira que o número de filiados faz realmente sentido.  

Filiados: antes da quantidade vem a qualidade

É isso mesmo: antes de pensar na quantidade de pessoas ligadas ao partido, é preciso avaliar a qualidade. E a qualidade é de responsabilidade da própra sigla.

O que o partido oferece aos filiados? De que forma eles participam e decidem os rumos do partido?

O que torna um partido realmente relevante é a sua capacidade de mobilização, de união. É a qualidade dos debates – de cidadão para cidadão, fortalecendo o senso de pertencimento.

Antes de pensar em números, os dirigentes precisam elaborar estratégias para qualificar essas pessoas, empoderá-las.

A fórmula é bem simples:

Militância sem envolvimento com o partido= 0

Militância com bastante engajamento = 10

Filiados e os cursos de formação política 

Um dos principais pontos para se ter uma militância engajada é qualificando-a. Os cursos  de formação política têm o objetivo de disponibilizar aos cidadãos um leque de conhecimentos que os permitam compreender os contextos políticos do Brasil e do mundo. É uma das formas de empoderar a militância para participar efetivamente da política. E não esqueça: a educação política passa, necessariamente, pela pluralidade de pensamentos.

Seminários, palestras

É  de extrema importância que seminários e palestras façam parte do dia a dia das agremiações, de maneira didática, organizada e preferencialmente lúdica. É neste momento que ocorre a troca de ideias, opiniões. É o momento de dar voz as pessoas, de atrair a atenção. Não esqueça: militância qualificada, empoderada, é militância engajada.

COMPARTILHE:
MATÉRIAS RELACIONADAS
31/10/2017 | Eleições 2018

Eleições 2018: candidatos poderão impulsionar conteúdos na internet (até que enfim!!!)

As #Eleições2018 prometem muita movimentação nas redes! Por quê? Porque com as alterações propostas pela reforma política, aprovadas pelo Congresso Nacional e sancionadas pelo presidente da Rep&u...
03/11/2017 | Eleições 2018

Eleições 2018: entenda como funcionará o novo fundo para financiamento de campanhas

Estimado em R$ 1,7 bilhão, o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente da República, e que já valerá para as Eleições2018, será c...
08/11/2017 | Eleições 2018

Reforma Política: ocupantes de cargos públicos podem doar aos seus partidos?

As #Eleições2018 estão batendo à porta e as mudanças propostas pela #ReformaPolítica mudarão, de forma significativa, o pleito do próximo ano. Um dos pontos que destacamos no blog post de hoje ...
08/11/2017 | Prestação de Contas

Por que os partidos políticos não arrecadam recursos? A resposta vai te surpreender!

Arrecadar recursos: tarefa nada fácil. Dá uma tremenda dor de cabeça, não é mesmo?! E ficam vários questionamentos: por que os filiados não doam? Será que é por que a imagem dos pol&iacut...