08/11/2017 | Prestação de Contas

Por que os partidos políticos não arrecadam recursos? A resposta vai te surpreender!


Por Guilherme Anderson Sturm
CEO and Founder
Tempo de leitura: 4 minutos

Arrecadar recursos: tarefa nada fácil. Dá uma tremenda dor de cabeça, não é mesmo?! E ficam vários questionamentos: por que os filiados não doam? Será que é por que a imagem dos políticos está desgastada? É por causa da crise econômica? Ou falta incentivar a cultura da doação partidária?

No blog post de hoje, destacamos dois motivos principais de os partidos não arrecadarem recursos:

1 – o partidão não quer receber doação dos filiados

2 – a experiência de doar, por parte do filiado, é muito ruim

Vamos ao motivo de nº 1:

Partimos do pressuposto que todas as pessoas envolvidas com o partido são voluntárias, ou seja, pessoas que gostam de política e se doam ao partido, por amor à camisa. O partido tem centenas ou milhares de filiados. Qual o tesoureiro voluntário vai ter coragem de propor arrecadar R$15 ou R$20 por filiado? Analise todo o trabalho por trás dessa ação: emitir mensalmente centenas de recibos eleitorais, cobrar essas pessoas, prestar contas disso. Para arrecadar recursos e fugir desse intenso fluxo, os partidos miram em grandes doadores, ou, às vezes, os próprios presidentes e tesoureiros bancam as despesas da sigla. Dessa forma, os filiados são excluídos dos processos que envolvem arrecadação.

Motivo nº 2:

O segundo ponto é o seguinte: o filiado até deseja doar um pequeno valor, mas o que as pessoas do partido irão pensar de realizar uma doação tão pequena? A verdade é que os filiados encontram muitas barreiras, sejam elas comportamentais, legais ou operacionais para realizar uma doação. A experiência de doar acaba sendo muito complexa e cabe ao partido simplificar esse caminho.

E o que fazer diante desses dois motivos? Já ouviu falar da microarrecadação?

A microarrecadação nada mais é que a inclusão de todos os filiados, independentemente da faixa de renda, no processo de construção de um projeto político sólido para o partido. O filiado precisa se sentir parte das ações da sigla, precisa se sentir empoderado.

Automatizar a arrecadação: como fazer?

Para que o partido consiga ter escala de arrecadações e para que essa experiência de doar se torne menos traumática, desenvolvemos nosso Robô de Arrecadação. Com isso, conseguimos automatizar todo o serviço do tesoureiro (cobrança, emissão de recibos eleitorais, conferência de recebimentos, prestação de contas), bem como melhoramos muito a experiência de uso dos filiados (doação pelo celular, de dentro da sua casa, sem burocracia ou qualquer constrangimento). 

Como funciona o Robô de Arrecadação?

Através da base de dados do partido (ou de sua lista de filiados TSE), será possível entrar em contato com seus filiados, seja por e-mail ou SMS (mensagem de texto), para estimular a cultura de doação. Tudo de forma automática, o que praticamente dispensará a intervenção humana no processo.

O filiado que quiser contribuir com o partido não terá restrição de banco, por exemplo. Poderá doar valores pequenos, seja pelo cartão de crédito ou boleto, até mesmo por seu smartphone, com recibo eleitoral e observando todas as exigências legais.

 

Gostou das nossas dicas? Fique sempre atualizado aqui pelo blog da Essent Jus!

Até o próximo post! ;) 

 

COMPARTILHE:
LEIA MAIS
23/06/2017 | Contabilidade

Essent Jus: o desafio de ser uma startup

Por Essent Jus
Assessoria de Comunicação
Simmm! Somos capa de revista! Circula na revista Diversidade, a história empreendedora da #EssentJus! E o que nos motiva todos os dias: os desafios de ser uma Startup. Confira, a seguir, a reportagem na íntegra.     Em ...
11/10/2017 | Prestação de Contas

Atenção partidos políticos: prazo para entrega da lista de filiados encerra nesta sexta-feira

Por Guilherme Anderson Sturm
CEO and Founder
Contagem regressiva para as siglas partidárias: nesta sexta-feira, dia 13, encerra o prazo para que partidos políticos entreguem a relação de filiados, conforme estabelece a Lei dos Partidos Políticos (9.096/1995). ...
06/11/2017 | Prestação de Contas

Candidato pode participar de inauguração de obra privada?

Por Guilherme Anderson Sturm
CEO and Founder
Afinal de contas, candidato pode participar de inauguração de obra privada? O tema pautou o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral na última semana. De acordo com o TSE, a participação não caracteriza...
12/12/2017 | Eleições 2018

7 dicas para responder às interações dos eleitores

Por Essent Jus
Assessoria de Comunicação
Entrar em contato com a população e estar disposto a acolher seus questionamentos, sugestões e críticas é uma postura que possui uma grande importância para aqueles que seguem a trajetória políti...