12/10/2017 | Prestação de Contas

Coligações: o que muda em 2018


Por Guilherme Anderson Sturn
CEO and Founder
Tempo de leitura: 2 minutos

A Proposta de Emenda à Constituição n° 33, de 2017, que proíbe as coligações foi promulgada pelo Congresso Nacional na última semana. Mas altera alguma coisa no pleito do ano que vem?

Como será em 2018

O texto aprovado acaba com as coligações a partir de 2020. Para o ano que vem, continuam valendo as regras atuais, ou seja, as siglas podem se unir em alianças para disputar a eleição, somando tempos de rádio e TV.

Divisão de cadeiras

As coligações destacam-se também no momento da divisão de cadeiras. Atualmente, deputados e vereadores, são eleitos no modelo proporcional – no qual é realizado um cálculo para a distribuição das vagas com base nos votos no candidato e no partido ou coligação.

Acompanhe trechos do texto aprovado:

1º É assegurada aos partidos políticos autonomia para definir sua estrutura interna e estabelecer regras sobre escolha, formação e duração de seus órgãos permanentes e provisórios e sobre sua organização e funcionamento e para adotar os critérios de escolha e o regime de suas coligações nas eleições majoritárias, vedada a sua celebração nas eleições proporcionais, sem obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal, devendo seus estatutos estabelecer normas de disciplina e fidelidade partidária.

Art. 2º A vedação à celebração de coligações nas eleições proporcionais, prevista no § 1º do art. 17 da Constituição Federal, aplicar-se-á a partir das eleições de 2020.

Saiba mais aqui.  

COMPARTILHE:
LEIA MAIS
13/09/2017 | Prestação de Contas

Por que ter um governo eletrônico?

Por Guilherme Anderson Sturn
CEO and Founder
Usar as tecnologias da informação para promover melhores serviços à sociedade e tornar transparente as ações de um governo. Sim, não há como os partidos políticos fugirem do e-gov: transp...
14/09/2017 | Prestação de Contas

Solicite um diagnóstico gratuito da situação do CNPJ do seu partido

Por Guilherme Anderson Sturn
CEO and Founder
O pleito do próximo ano se aproxima e os partidos precisam ficar atentos com a situação do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, o (CNPJ). E por que isso é tão importante? A falta de inscrição ...
17/10/2017 | Prestação de Contas

Aplicativo permite acompanhar ações da Câmara dos Deputados

Por Guilherme Anderson Sturn
CEO and Founder
Você sabia que a Câmara dos Deputados possui um aplicativo que permiti aos cidadãos acompanhar informações sobre o quórum das sessões da Casa, relação de deputados presentes ou ausentes, re...
16/11/2017 | Eleições 2018

4 ações de sucesso da campanha do presidente argentino Mauricio Macri

Por Guilherme Anderson Sturn
CEO and Founder
A campanha presidencial argentina de Mauricio Macri, em 2015, movimentou o mundo do marketing digital, gerando números históricos para a política do país. Mas será que conseguimos tirar algumas lições...