21/02/2019 | Contabilidade para Partidos Políticos

Partidos com diretórios provisórios têm até junho para constituir órgãos definitivos


Por Essent Jus
Assessoria de Comunicação
Tempo de leitura: 2 minutos

Atenção, dirigentes partidários: órgãos com comissões provisórias têm prazo até junho para constituir órgãos definitivos. Isso é o que estabelece a Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.571/2018, que disciplina a criação, organização, fusão, incorporação e extinção de agremiações partidárias.

Só para ter uma noção: conforme levantamento do TSE, a grande maioria dos diretórios partidários no Brasil é provisória: das 55.204 direções municipais, estaduais e nacionais, 40.575 (ou 73,5% do total) é provisória

O motivo da mudança na legislação

De acordo com o artigo 39, as anotações relativas aos órgãos provisórios têm validade de 180 dias, salvo se o estatuto partidário estabelecer prazo inferior. O prazo é contado a partir de 1º de janeiro de 2019.

A alteração na legislação foi motivada pelo fato de as comissões provisórias não terem seus dirigentes eleitos pelos filiados do partido. Nesses casos, os dirigentes - responsáveis por escolher os candidatos que concorrem nas eleições - são determinados hierarquicamente pelo diretório nacional dos partidos. 

Como nas comissões provisórias é a hierarquia do partido que decide a liderança local, a possibilidade de um diretório provisório durar por anos fica em aberto, sem que os filiados possam votar e instituir de forma democrática um diretório local

Foi candidato e não entregou a DIRF das Eleições?

Solicite um orçamento agora mesmo!

Democracia dentro dos partidos

Os ministros entenderam que estabelecer um tempo de vigência para os órgãos provisórios é um meio de ampliar a democracia interna nas siglas. E fixaram a data de 1º de janeiro de 2019 como marco inicial para contagem do novo prazo em observância ao princípio da segurança jurídica, de modo a permitir que os partidos tivessem tempo razoável, após a conclusão das Eleições Gerais de 2018, para a organizar o processo de constituição dos órgãos definitivos.

Sobre as comissões provisórias

As comissões provisórias são representações temporárias dos partidos, até que eventualmente haja a constituição regular de um diretório, mediante eleição interna no âmbito da agremiação. Cabe a elas, na ausência dos diretórios definitivos, promover as convenções para a escolha de candidatos. Entretanto, como usualmente ocorre em muitos municípios e até em estados, os diretórios permanentes não existem, razão pela qual as comissões provisórias acabam assumindo o papel de promover as convenções.

A fixação do período de 180 dias para a duração das comissões provisórias foi aprovada pelo Plenário do TSE em junho no ano passado. Antes disso, o prazo era de 120 dias.

Na prática, depois de eleger os dirigentes dos órgãos definitivos, os partidos têm de encaminhar aos respectivos Tribunais Eleitorais, por meio do Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP), os dados da composição e de início e término de vigência dos órgãos.

 

COMPARTILHE:
MATÉRIAS RELACIONADAS
14/08/2017 | Prestação de Contas

Como funciona o Fundo Partidário?

Ele contabiliza uma das principais receitas dos partidos políticos: sim, estamos falando do Fundo de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, popularmente conhecido como Fundo Partidário. E como ele funciona? Confor...
16/08/2017 | Prestação de Contas

TSE e Tribunal de Contas realizam ação conjunta para examinar prestações de contas partidárias

Tribunais de Contas dos 26 estados e do Distrito Federal em trabalho conjunto com o Tribunal Superior Eleitoral para examinar as contas partidárias anuais. Este é o objetivo do convênio assinado na última semana entre o TSE...
17/08/2017 | Prestação de Contas

Prestação de contas digital é tema de palestra do Ceo da Essent Jus durante evento regional do PSDB, em Santa Rosa/RS

Como os partidos estão se organizando em relação à obrigação do Sped Contábil? Como estão de adaptando ao novo modelo de prestação de contas digital? E o volume de recursos, &eacut...
21/08/2017 | Prestação de Contas

Você sabia que existem regras para o uso do Fundo de Caixa?

Pagamento de gastos de pequeno vulto, total de saldo, limite de gastos: quais as regras para a correta utilização do Fundo de Caixa? Esta é a nossa pauta de hoje aqui no blog da #EssentJus. Começando pelo começo......